Ad

“Só seremos fortes se continuarmos unidos”, sentenciou o Coronel Telhada, deputado proponente do evento que marcou o 86º aniversário da Revolução Constitucionalista.

Em homenagem ao 86° Aniversário do Movimento Constitucionalista de 1932, uma sessão solene foi realizada no Plenário Juscelino Kubitschek dia 2 último.

No evento, 27 pessoas foram condecoradas com a Medalha da Constituição 2018, criada em 1962 com a finalidade de premiar todos que participaram direta ou indiretamente da Revolução de 9 de julho de 1932.

Dentre os homenageados o empresário Reinaldo Papa, presidente da SOMAERO – Sociedade dos Amigos da Aeronáutica, que sempre destaca a importância das Forças Armadas no Brasil e na garantia da segurança e da ordem.

“Brilhante essa homenagem da Assembleia Legislativa do Estado, a qual me orgulha de ter recebido. Aos cidadãos brasileiros que prestaram relevantes serviços à Nação, entendo que precisam ser tributadas as homenagens dos seus conterrâneos”, disse Reinaldo.

Segundo ele, a garra, o civismo e a bravura dos que participaram do Movimento Constitucionalista devem ser indicados às futuras gerações, como acontece “com essa homenagem dos deputados paulistas.

Idealizador do evento, o deputado Coronel Telhada explicou a importância da premiação. “Os civis e militares estão aqui para lembrar-se dos heróis que se sacrificaram. Essa integração é importante, só seremos fortes se continuarmos unidos”.

Além da entrega das medalhas, houve a apresentação de atores, com a encenação “Revolução de 1932”. A Banda da Polícia Militar também esteve presente e tocou o Hino Nacional Brasileiro.

A mesa foi composta por Antonio Augusto Neves, coronel e Juiz da Associação Paulista de Magistrados; Carlos Alexandre Braga, comandante da Guarda Civil Metropolitana; Fernando Alencar Medeiros, coronel subcomandante da Polícia Militar; Mário Fonseca Ventura, coronel da Polícia Militar; José Damião Machado Cogan, desembargador do Tribunal de Justiça; Tenente Brigadeiro do Ar Paulo João Cury, comandante do COMGAP (Comando Geral de Apoio); Paulo Alípio Branco Valença, general de Brigada do Estado Maior do Comando; Giovanni Spirandelli da Costa, advogado, além do deputado federal Major Olímpio (PSL “ SP) e dos deputados estaduais Maria Lucia Amary e Ramalho da Construção, ambos do PSDB.

Em entrevista ao Jornal do Interior, Reinaldo Papa disse esperar do próximo Presidente da República uma atenção mais profunda para a defesa nacional. “São necessários os investimentos e a prioridade para as políticas públicas com foco na defesa nacional”, afirmou. Ele lembra que a necessidade de se investir mais em tecnologia voltada para a defesa que, segundo a Constituição, é uma das principais responsabilidades do Estado, assim como é a Educação, Saúde e Segurança Pública.

 

Redação • imprensa@uvesp.com.br
Ad
Ad