Ad

MUDANÇA É A MARCA DO GOVERNADOR JOÃO DORIA, AFIRMOU SECRETÁRIO VINICIUS LUMMERTZ EM EVENTO DA UVESP

Secretário Lummertz, uma das principais referencias em turismo internacional, orienta prefeitos e vereadores para o momento inovador e empreendedor que vive o Estado de São Paulo.

A União dos Vereadores do Estado de São Paulo, com o patrocínio da SABESP, começa bem o ciclo de seminários de 2019, reunindo a maioria dos prefeitos do Vale do Ribeira e do Litoral Sul, recepcionados pelo prefeito Marco Aurélio e pelo presidente da Câmara de Itanhaém, Hugo De Lala e pelo presidente do CODIVAR, Ezigomar Pessoa, prefeito de Miracatu.

Três grandes acontecimentos marcaram a abertura do seminário da Uvesp; a posse do novo Parlamento Regional UVESP/CODIVAR, a palestra magna do ex-ministro e atual Secretário de Turismo, Vinicius Lummertz e a aula de meio ambiente de uma das mais competentes especialistas, reconhecida pela Organização das Nações Unidas, presidente da CETESB, Patrícia Iglecias.

No Parlamento, Marco Antônio Melhado , vereador de Pedro de Toledo deixa a presidência e comanda a eleição com chapa única, presidida agora pelo vereador Renan Martins, de Sete Barras.

Sebastião Misiara, Presidente da UVESP,  em sua fala agradeceu o presidente da Câmara, Hugo de Lala que, para demonstrar a necessidade da incorporação de Câmaras às Uvesp, assinou o termo de parceria durante o ato.

Por outro lado, o presidente da Uvesp destacou e agradeceu a presença do Secretário Lummertz, referindo-se a ele como a marca de um secretariado ministeriável. “O senhor é um exemplo de que o Governo Doria veio para inovar e ampliar o desenvolvimento sócioeconômico de São Paulo.

Saudou também a professora Patricia Iglecias . “Ela está presidente da Cetesb, mas é uma referencia reconhecida pela ONU, em meio ambiente e conosco tem uma parceria para que as cidades cumpram a agenda 2030.

 

AULA SOBRE TURISMO

Lummertz aproveitou a presença de prefeitos de uma região amplamente turística como o Vale do Ribeira seguido pelo Litoral Sul para fazer um alerta aos prefeitos, vereadores e secretários de turismo que foram ouvi-lo.

“Estamos reestruturando a secretaria, pensando em parcerias com várias regiões e modernizando o sistema digital para atender o que representa São Paulo no contexto do turismo internacional. São Paulo tem mercado interno, portanto é preciso  criar a marca do Estado de São Paulo”, disse.

 

Todavia, segundo o secretário é preciso ter segurança jurídica, menos burocracia nos licenciamentos e impostos incentivados, “pois investimento atrai divisas para o país”.  Ele afirmou que abrir negócios no Brasil é difícil. Comentou a entrevista que teve com os representantes da Disney que estão olhando o Vietnã como praça de divertimento. “Por que não no Brasil”? A resposta foi: dificuldade jurídica, impostos caros e pouco incentivo. “Esse é o quadro que precisamos mudar”, disse, lembrando que tem recomendado ao trade que converse mais com a classe política, que por sua vez deve procurar saber  por que há vinte anos não se abre parques temáticos no Brasil.

“Estamos às ordens na Secretaria, mas é preciso entender que a mudança é a marca da administração do Governador João Dória e vim para cá comprometido com esse objetivo. “Se trouxerem idéias, perguntaremos. É novo? Em algum lugar já deu certo ? Se for assim, vamos em frente”, concluiu.

Ad
Ad